logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: O funcionalismo e a organização textual: uma análise das relações retóricas de causa e resultado no texto falado sob a perspectiva do subprincípio da ordenação linear
Autor(es): Fernanda Trombini Rahmen Cassim, Geisa Pelissari Silvrio. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Organizao Textual, Teoria da Estrutura Retrica, Iconicidade
Resumo

Para o funcionalismo, a língua não é um mapeamento arbitrário de ideias para enunciados, mas uma sequência de estruturas organizadas segundo os objetivos comunicativos do falante. Dessa forma, é perceptível uma relação motivada entre a forma linguística e seu significado. Pensando nisso, observamos, neste trabalho, porções de texto do corpus de pesquisa que apresentam relações retóricas de causa e resultado, analisando-as com base no subprincípio de ordenação linear. Para tanto, utilizamos a Teoria da Estrutura Retórica (Rhetorical Structure Theory – RST), que analisa as relações entre partes do texto para estudar a coerência tanto na macro quanto na microestrutura textual. Essas relações são chamadas de proposições relacionais e podem estar marcadas formalmente ou podem estar implícitas. Por conseguinte, utilizamos também o princípio da iconicidade, o qual prevê uma correlação natural e motivada entre forma e função nas estruturas linguísticas. Especialmente, estudamos, neste trabalho, o subprincípio de ordenação linear, segundo o qual a informação mais importante tende a ocupar o primeiro lugar da cadeia sintática. O corpus de pesquisa é formado por aulas de ensino superior, transcritas conforme os padrões NURC, disponíveis no corpus de pesquisa do FUNCPAR (Núcleo de Pesquisas Funcionalistas do Norte e Noroeste do Paraná). Assim, procuramos constatar a preferência dos falantes quanto ao posicionamento do núcleo e do satélite nas relações de causa e resultado e pretendemos entender como esses falantes organizam os elementos textuais para atingir seus propósitos de comunicação. Diante dos dados obtidos, observamos que a maioria dos satélites de causa vem posposta, o que nos leva a crer que esse tipo de construção contraria o subprincípio de ordenação linear, uma vez que não se seguiu a ordenação lógico-temporal dos fatos: apresentar primeiro a causa, que geraria uma conseqüência ou resultado. Foi constatado, também, que todas as relações de resultado apresentam satélite posposto ao núcleo, o que reverbera a ideia de que os fatos sequenciais são expressos também em sequência na estrutura sintática. Ao longo do trabalho, buscamos expandir a explicação para os dados obtidos, procurando sempre entender a intencionalidade do falante, bem como contribuir, assim, com os estudos de coerência textual numa perspectiva funcionalista.