logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Designações para "semáforo" na região nordeste: uma análise pluridimensional com os dados do ALiB
Autor(es): Amanda Chofard. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Variao lexical, Semforo, Regio Nordeste
Resumo

A língua portuguesa, assim como todas as outras, está suscetível a variações como se pode comprovar por diversas observações de estudiosos. Este estudo vincula-se ao Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB) – regional do Paraná que é coordenado pela diretora científica Dra. Vanderci de Andrade Aguilera e tem como seu objeto de estudo as designações para semáforo na Região Nordeste do país. Como objetivos propõe-se: (i) analisar de maneira pluridimensional as designações para semáforo; (ii) verificar quais as variantes produzidas na região estudada; (iii) observar quais as circunstâncias que contribuem para a utilização de determinada variante. A pesquisa conta com um corpus que engloba as respostas obtidas na rede de pontos do interior do nordeste brasileiro que é constituída por 69 pontos, perfazendo um total de 276 informantes, todos com nível fundamental de escolaridade, estratificados segundo as variáveis extralinguísticas ou sociais: diassexual  (masculino e feminino), e diageracional (18-30 e 50-65 anos) para as respostas dadas à questão 194 do Questionário Semântico-Lexical (QSL) do ALiB (COMITÊ NACIONAL, 2001): “Na cidade, o que costuma ter em cruzamentos movimentados, com luz vermelha, verde e amarela?”. Pesquisadores como Aguilera (2009), Oliveira (2009), Pastorelli (2009), Ribeiro (2009), Romano (2009), Santos (2009), entre outros, já realizaram estudos acerca das variantes lexicais com base nos dados do ALiB  cuja metodologia é a coleta de dados in loco. Para o desenvolvimento desta pesquisa seguiu-se os passos: (i) seleção da questão a ser estudada; (ii) revisão das transcrições da região; (iii) levantamento das respostas dos informantes; (iv) análise quantitativa e qualitativa dos dados obtidos pelas respostas dos informantes de acordo com os princípios teórico-metodológicos da Geolinguística Pluridimensional. O interesse em analisar tais dados, visa identificar quais as variantes encontradas para semáforo  nas localidades da Região Nordeste do território brasileiro e quais as variáveis que contribuem para que os informantes utilizem uma ou outra designação, sendo possível, assim, registrar a diversidade da língua portuguesa falada no Brasil, além de contribuir ppara as pesquisas que vinculam-se ao Projeto ALiB, do qual foram retirados os principais dados.