logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Polêmica discursiva e intertextualidade: em pauta o compartilhamento de notícias na rede social
Autor(es): Breno Rafael Martins Parreira Rodrigues Rezende. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Anlise do Discurso, Rede Social, Polmica discursiva
Resumo

Com base no quadro-teórico metodológico da Análise do Discurso de linha francesa, analisaremos, neste trabalho, os efeitos de sentido produzidos a partir do “compartilhamento” de uma notícia da Folha de S. Paulo na página pública do Anonymous Brasil no Facebook. Nessa análise, propomo-nos a compreender como textos de outras mídias são postos a circular na rede social e como são recebidos pelos sujeitos que acessam as páginas em que esses textos são “compartilhados”. Para tal, observaremos como a notícia e os comentários que a publicação recebe de outros usuários da rede são introduzidos pelo Anonymous Brasil. A notícia que será objeto de nossa análise trata do apoio do movimento “Vem pra rua” ao “Fora Dilma”, que surgiu no início do ano como resposta de alguns brasileiros à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Nossa hipótese é que a discussão entre os interlocutores da página engendra duas formações discursivas (FDs): uma que defende o impeachment da presidenta e outra que defende uma reforma política sem, necessariamente, atribuir à Dilma Rousseff todos os problemas de corrupção do Brasil. Para procedermos à análise, operaremos, sobretudo, com o conceito de semântica global proposto por Dominique Maingueneau em Gênese dos Discursos (2008). De acordo com o autor, a identidade de uma formação discursiva não reside somente na superfície linguística (na estruturação sintática, na seleção lexical, por exemplo), mas depende de uma coerência semântica global que abarca múltiplas dimensões textuais. Uma das dimensões da semântica de um discurso é a “intertextualidade”, por meio da qual se pode depreender o que é citável ou não a partir de uma FD específica. Neste trabalho, mobilizaremos este aspecto da semântica global (a intertextualidade), além dos conceitos de formação discursiva, ethos e polêmica discursiva, já que os textos publicados sob forma de “comentários” estão o tempo todo refutando ou defendendo ideias de uma ou de outra natureza, fazendo da publicação de Anonymous Brasil a “praça pública” dos discursos inscritos em debate. Conforme analisa Maingueneau em “Hipergênero, gênero e internet” (2010, p. 132), a Web “transforma as condições de comunicação, o que se considera gênero, e a própria noção de textualidade”, tornando-se um terreno fértil para que os conceitos da AD possam ser postos a operar.