logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: ABORDAGEM DA VARIAÇÃO LINGUÍSTICA: EM BUSCA DA MUDANÇA REAL NO ENSINO
Autor(es): Wllem Aparecida de Freitas Semczuk. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Ensino de Lngua Materna, Atitudes lingusticas, Variao lingustica
Resumo

A Língua Portuguesa é resultado do contato com várias outras línguas, assim, a diversidade linguística pode ser percebida em várias situações, tanto na modalidade oral quanto escrita. Pensando na diversidade linguística, o presente trabalho tem por objetivo geral verificar o posicionamento dos futuros e dos atuais profissionais que atuam na docência de Língua Portuguesa em relação à abordagem da variação linguística em sala e avaliar seus conhecimentos a respeito dos estudos sociolinguísticos, tendo como foco os aspectos relacionados à variação e à atitude linguística. Para tanto, nossos objetivos específicos são: (i) avaliar os conhecimentos dos alunos e professores a respeito da variação linguística; (ii) investigar se os informantes acreditam na importância da variação linguística e se abordam este conteúdo em sala; (iii) avaliar e discutir questões relacionadas à formação dos discentes/docentes com relação à parte teórica e prática. Para isso, tomamos como base os seguintes pressupostos teóricos: Normas, Variação Linguística, Crenças e Atitudes e Preservação da face. A coleta de dados foi realizada por meio de dois questionários distintos aplicados: (i) aos alunos da graduação do último semestre do curso de Letras, de uma instituição pública de ensino; (ii) aos professores da rede pública de ensino que realizavam o curso do PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação).   Os resultados mostraram que os informantes apresentaram avaliações subjetivas no decorrer do questionário e, entre as concepções linguísticas vigentes, destaca-se a concepção de que a língua se define por um conjunto de regras consubstanciadas nas gramáticas normativas, as quais prescrevem as normas do “falar e escrever corretamente”, sendo todas as formas desviantes desse padrão consideradas como “erro”. Portanto, encontramos nos dois grupos respostas diversas que ora marcavam o padrão normativo, ora afirmavam a importância do ensino por meio da diversidade, o que demonstra a grande necessidade em manter e preservar a face diante da pesquisa. Com relação aos aspectos relacionados à formação, percebemos a existência de lacunas na formação docente.