logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: O ensino do léxico na perspectiva do texto
Autor(es): Maria Bernadete Baggio Rehfeld Santos. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave lngua escrita, competncia lexical, anforas nominais
Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar uma abordagem do léxico sob a ótica do texto. Centra-se no desenvolvimento da competência lexical pelo recorte das relações de sentido entre as palavras, ou seja, das que elas estabelecem umas com as outras compondo cadeias anafóricas ou, conforme Bronckart (2009), da coesão nominal. Nesse estudo, vamos nos concentrar nas anáforas nominais em textos empíricos escritos da ordem do argumentar (Schneuwly e Dolz: 2010), com vistas a uma proposta de ensino da produção textual destinada a alunos do Ensino Médio. O interesse pelas anáforas nominais deve-se ao fato de que elas desempenham funções sociocognitivo-discursivas de grande relevância na construção de textos: mobilizam saberes diversos, imprimem orientação argumentativa aos enunciados e relacionam-se com a tipologia textual. O interesse pelos textos argumentativos deve-se ao fato de ser esse o tipo cujo domínio, prioritariamente, espera-se dos alunos durante a Educação Básica. Uma das competências no uso da língua a ser desenvolvidas por eles ao longo de sua formação escolar é a de expor ideias a respeito de um assunto e posicionar-se, criticamente, sobre ele. A proposta apoia-se nos pressupostos teórico-metodológícos de Bronckart (2009), Schneuwly e Dolz (2010), Lewis (1997) e Antunes (2012), adota a concepção sociointeracionista de língua/linguagem/texto e    aborda o léxico em sua dimensão textual, reconhecendo-o como componente fundamental do texto. É pelo léxico que o produtor cria sentidos e sinaliza intenções e é com o léxico que ele constrói uma teia de relações que produzirão seu sentido final. Esse interesse pela dimensão textual do léxico aponta para a renovação do trabalho com ele na sala de aula, onde, muitas vezes, ainda é abordado como lista de palavras, estudadas de forma isolada, portanto, descontextualizadas, sob um enfoque puramente morfológico. Em seu lugar, propomos o desenvolvimento da competência lexical através do trabalho centrado  no estudo das relações entre as palavras, para levar os estudantes ao domínio do léxico a fim de que eles possam fazer uso desse conhecimento para ler e produzir textos com eficiência e autonomia.