logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Numerais em Karitiana
Autor(es): Juliana Vignado Nascimento. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 24/02/2024
Palavra-chave Numerais, Lngua indgena , Karitiana
Resumo

O Karitiana é uma língua indígena do subgrupo Arikém e família Tupi. Esta língua tem o sintagma nominal neutro e nu, não apresentando distinção de singular/plural, definido/indefinido ou qualquer tipo de material funcional (MULLER et al, 2006). Também apresenta núcleo final e padrão de concordância ergativo-absolutivo(STORTO, 1999). O objetivo desta pesquisa é explorar o comportamento morfossintático e semântico dos numerais da língua a fim de compreender a natureza do sufixo {-t} que sempre ocorre nessas palavras. O sistema numérico é composto de unidades de 1 a 3, o 4 é derivado de ota ‘outro’ e o 5 de py ‘mão’, os demais numerais são compostos a partir desses básicos em séries de cinco em cinco. A partir de coleta pautada em elicitação controlada e levantamento de numerais em sentenças matrizes declarativas nos corpora já existentes, fez-se a distinção entre interpretação adverbial e adnominal considerando que aquela conta eventos e esta conta entidades. Tanto a interpretação adverbial quanto a adnominal ocorrem nos dados da língua, então observou-se que o numeral adverbial ocupa as mesmas posições e respeita às mesmas restrições que os demais adjuntos adverbiais. Entretanto, como são frequentemente analisados na literatura, numerais adnominais não devem ser determinantes no Karitiana.. A hipótese explorada para o sufixo {-t} foi sugerida por STORTO(2003) e propõe que essa partícula seja uma posposição que forma sintagmas que significam algo como yjpy-t ‘de cinco’. Este sufixo forma um sintagma fonológico com a palavra que carrega o sentido numérico que pode ser tanto um adjunto adnominal quanto um adjunto adverbial. Acredita-se que tal partícula seja marca de sintagmas de medidas, já que classificadores nominais também apresentam o sufixo, como kilot e alqueirat. Tais exemplos parecem reforçar que classificador e numeral pertencem ao mesmo sintagma, no qual o classificador seria o especificador e {-t} o núcleo funcional.