logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Recontextualização lexical: um estudo descritivo-comparativo no português brasileiro
Autor(es): Caio Santilli Oranges, Bruna Loria Garcia. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Recontextualizao de palavras, Lxico, Profisses e ofcios
Resumo

Conforme propõe Basílio (1989), a função da língua e das palavras que a constituem é, inicialmente, para a comunicação e nomeação de seres ou eventos específicos no mundo e, sendo um sistema de caráter heterogêneo, ela está intrinsicamente relacionada com a sociedade na qual ela é utilizada. Por esse motivo, as questões sociais acarretam alterações no léxico. Assim, a língua sofre constantes inovações para, a todo momento, suprir as necessidades de quem a utiliza. Tais alterações ocorrem em diversos níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e lexical. Marine e Barbosa (2010) afirmam que “são as necessidades expressivas do falante que levam às alterações lexicais”.   Tendo como base a denominação recontextualização de palavras, proposta por Borba (2003), propomos uma análise descritivo-comparativa que pretende atestar as alterações no nível lexical do seguinte grupo de palavras: nomes de profissões.   A análise é composta por uma amostra de 50 palavras sendo elas caracterizadas por: serem palavras dicionarizadas do Português Brasileiro e serem nomes masculinos que indiquem profissões ou ofícios. A seleção por nomes femininos de profissões apenas se dá quando a mudança de gênero implique em mudança semântica na palavra escolhida. Para fins comparativos, utilizamos três dicionários para consultas: Novo Diccionário da Língua Portuguesa, elaborado por Cândido de Figueredo (1913); Novo Dicionário da Língua Portuguesa, elaborado por Cândido de Figueredo (1922) ; Dicionário UNESP do português contemporâneo, elaborado por Francisco da Silva Borba (2005). Sendo assim, este trabalho tem como objetivo identificar, registrar e analisar a recontextualização de um determinado grupo de palavras, contribuindo, assim, para os estudos de léxico do português brasileiro. Discutir-se-à, ainda, sobre a heterogeneidade da língua portuguesa, atestando seu caráter dinâmico, de produtividade linguística e de constante mudança, visto que o grupo de palavras selecionado, bem como os demais, está diretamente ligado com a sociedade, o que nos permite, a partir disso, verificar de que forma uma lexia ou um grupo de léxico sofre alteração ao longo da história da língua.