logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: O que é Arte? – uma análise retórica do discurso verbo-visual do artista plástico Nelson Leirner
Autor(es): Fabiola Gonalves Giraldi. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Retrica, Arte, Texto sincrtico
Resumo

Quando vida e obra não mais se separam, a arte passa a não mais “nascer” das mãos mas, principalmente, da mente do artista, que sente-se a vontade para inclusive se apropriar de qualquer objeto mundano. Objetos do cotidiano inserem-se no circuito da Arte e os conceitos dessas apropriações passam a ser argumentos. O verbo torna-se parte constituinte do objeto artístico, seja para defini-lo, contestá-lo ou valorizá-lo. Desde os anos 1960, o artista paulistano Nelson Leirner vem problematizando a lógica e a racionalidade que ordenam os modos de produção, de institucionalização e de inserção social da prática artística. Seus trabalhos são frequentemente estruturados em séries e instalações, apropriando-se de objetos comuns, artesanatos, trivialidades industrializadas ou arte transformada em mercadoria de consumo.  Os trabalhos da série “Sotheby’s”, produzidas por Leirner entre 2003 e 2012 constituem o corpus desta pesquisa. Essas obras consistem em interferências do artista sobre capas dos catálogos da Sotheby´s, uma instituição londrina que lida, através de vendas por leilão, não apenas com imóveis, mas também com o lucrativo mercado global da arte. A série de Leiner resulta em jogos lúdicos e instigantes a partir de sobreposições visuais irônicas que se associam ao nome da instituição e às imagens e aos títulos dos catálogos. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa é analisar a estrutura argumentativa desse trabalho de Leirner, no qual ele concretiza os seus conceitos sobre Arte.   A intenção é compreender como o artista organiza e apresenta visualmente os seus argumentos em suas obras, relacionando-os com seus discursos verbalizados em textos e entrevistas. A presente pesquisa se fundamentará nos pressupostos teóricos da Argumentação e Retórica, expostos por Aristóteles e retomados por autores contemporâneos, como Reboul (2004) e Meyer (2007). As exposições de Barthes (1982) acerca da retórica da imagem, bem como os fundamentos da linguagem visual formulados por Arnheim (1997) e Dondis (2007) também auxiliarão na leitura das obras de Leirner, aqui tomadas como um texto sincrético.