logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Da apresentação para a equação: uma proposta de análise da mudança na sintaxe e na semântica de ‘tratar-se de’
Autor(es): Marcel Caldeira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave abordagem multissistmica, trata-se de, equativa
Resumo

Existem usos recentes do verbo tratar em que seu sentido em muito se assemelha ao sentido do verbo ser usado em sentenças que indicam identidade, as chamadas sentenças equativas. Nesses usos, o verbo tratar, realizado com um clítico se e com a preposição de, constitui enunciados que podem funcionar, inclusive, como definições (X trata-se de Y). Nesses casos, além de haver a expressão de um sentido novo, existe um novo arranjo na sintaxe de “tratar-se de”, no qual o verbo, anteriormente impessoal, passa a admitir um sujeito.

Nos usos mais tradicionais, referentes a construções em que funciona como um verbo impessoal, “tratar-se de” atua como uma expressão apresentacional, na qual o verbo é classificado como monoargumental. Nesse tipo de construção, o verbo coloca em evidência um elemento do discurso que se constituiu como foco em determinado momento.

Este trabalho oferece uma explicação para o surgimento do novo sentido e da nova sintaxe de “tratar-se de”, assumindo a ocorrência de um processo de reinterpretação de usos apresentacionais desse verbo em determinados contextos. Defende-se que o que houve, de fato, foi a seleção e a especialização de uma das propriedades do verbo apresentacional, sendo que essa propriedade é a própria identificação. Essa hipótese leva em conta estímulos advindos do funcionamento da conversação e diz respeito a perguntas subjacentes cuja existência foi admitida para os dois tipos de sentença.

No sistema gramatical, assume-se que o rearranjo sintático pelo qual passa o verbo, que passa a se comportar como um verbo que dispõe de sujeito, não ocorre, no processo de mudança, simultaneamente com a reinterpretação do sentido do verbo. Em outras palavras, a propriedade de equação / identificação é tratada como independente de uma correspondência com o sistema gramatical.

Tanto nos momentos em que se desenvolvem reflexões de caráter semasiológico quanto naqueles em que o caráter é onomasiológico, haverá o pressuposto de que o sistema da gramática e o sistema da semântica são independentes, estando essa visão em consonância com a Abordagem Multissistêmica da Língua (CASTILHO, 2010).