logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Sobre Aprender a Ler na Idade Mínima
Autor(es): Mariana Fernandes Fonseca. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Leitura , Conscincia Fonolgica, Aprendizado
Resumo

A proposta  do  Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil /RCNEI  (Brasil. MEC/SEF.  Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.3v.) para o ensino de leitura prevê um processo de letramento global em que o aprendizado ocorre através da exposição ao meio letrado (vide  vol. 3). Contudo, um dos reflexos dessa metodologia é o alto índice de brasileiros que não leem com proficiência. Dados do PISA 2012 comprovam que 49,2% ficaram abaixo do nível 2 de leitura. No Brasil, não houve percentuais para o nível 6, sendo este o nível mais alto.  (UFRJ/CPDA,  Relatório de Autoavaliação Institucional 2014 Ano-base 2013. Rio de Janeiro, 2014: 167)

O objetivo deste trabalho é defender que crianças de 30 a 36 meses são capazes de desenvolver a consciência fonológica, capacidade fundamental para o desenvolvimento do aprendizado de leitura, desde que haja uma intervenção pedagógica adequada. A hipótese é que a metodologia implementada pelo RCNEI deve levar considerar  os processos neuropsicológicos que o cérebro humano realiza para o processo de leitura e os estágios do processo pelo qual a criança passa para aprender a ler.  

A leitura pressupõe um sistema de escrita. O sistema de escrita da língua portuguesa é o alfabético. Para o aprendizado de leitura desse tipo de sistema de escrita é fundamental o desenvolvimento da consciência fonológica, isto é, a capacidade de perceber que a língua é segmentada em unidades menores que não possuem sentido, mas que sua permutação muda o sentido das palavras. Esse  insight  que vem como o reconhecimento dos fonemas que é suficiente para permitir que as crianças detectem relações entre grafemas e fonemas.

                A criança passa por três estágios na aquisição de leitura: o logográfico, em que a palavra é apenas uma representação pictoideográfica e visual; o alfabético, em que a criança já realiza as relações grafofonêmicas; e, o ortográfico, em que a criança lê palavras de alta freqüência.  (CAPOVILLA, Alessandra G. Seabra e Fernando C.  Porque a educação brasileira precisa do método fônico. 2007)

                  O ensino da leitura deve passar por reformulações baseado nos estudos científicos em aquisição de leitura. Esse projeto contribui para compreensão da idade mínima para a inicialização do desenvolvimento da leitura e para uma tentativa de reformulação  das práticas pedagógicas no processo de iniciação no ensino de leitura na Educação Infantil.

​