logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Identidade e emotividade no discurso dos hinos pátrios: uma análise semiótica dos filhos deste solo
Autor(es): Thais Borba Ribeiro Rodrigues. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave hinos ptrios, estilo, semitica discursiva
Resumo

Este trabalho  apresenta  o estudo dos processos de reprodução de estilo por meio de semelhanças de forma e de conteúdo, de estrutura e de tema, presentes em hinos pátrios, os quais difundem ideias ufanistas que influenciam  a formação ou  a  incorporação de um caráter patriótico. Para compor os corpora deste trabalho,  apresentamos  o estudo de hinos pátrios nacionais e municipais, sendo o Hino Nacional Brasileiro e o Hino à Bandeira e os hinos municipais de Votuporanga e de Fernandópolis.    Em todos os hinos analisados observamos  que o enunciador  utiliza um repertório peculiar (o ufanismo) e um modo específico de usar tal repertório (um estilo). A seleção das palavras  não é feita aleatoriamente, há uma intencionalidade,  um assunto em  especial a ser tratado e um estilo próprio a ser usado que facilita a recepção e o acolhimento de tais ideias como parte de uma identidade cultural.  A instituição de um hino pátrio em uma determinada localidade pressupõe a escrita de uma letra que veicule, por meio de um eu  (enunciador), o discurso ideal, ou seja, aquele que o enunciatário deve ter como padrão patriótico. Essas informações (ideológicas) estão fixadas na enunciação e podem ser depreendidas por meio da análise do enunciado, na  investigação da intencionalidade do enunciador que emite uma voz  de caráter coletivo.  Nesse sentido, cria-se um simulacro,  uma vez que  os enunciados, revestidos de expressões que evocam o ufanismo e o orgulho patriótico, apresentam um fazer crer e um fazer ser. Portanto, caminharemos  para o entendimento da  construçãodo efeito de sentido, observando elementos sintáxicos, rítmicos  e discursivos que,  associados  à  estrutura  tensiva, apresentam  a estratégia da sedução com vistas à adesão ao discurso veiculado.  A  influência não se restringe somente à formação da identidade  cultural, mas abrange também o despertar de sensações que conduzem o sujeito à emoção e a um comportamento peculiar  (passional),  geralmente ufanista.