logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Vernáculo popular e sintaxe escrita convencional: aspectos de variação linguística na concordância nominal em artigos de D Obá II
Autor(es): Lilian do Rocio Borba. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave variao lingustica , escrita afrodescendente, concordncia nominal
Resumo

A presente comunicação tem como objetivo focalizar os artigos de Cândido da Fonseca Galvão (1845-1890), o Dom Obá II, como fontes para a sócio-história do português brasileiro do século XIX. Galvão, brasileiro de primeira geração, filho de africano forro de origem iorubá, publicou uma série de artigos em jornais cariocas no fim do século XIX, dos quais 60 veiculados no jornal O Carbonário compõem nosso corpus. A pesquisa, um estudo de caso, cujo lugar teórico é a sociolinguística histórica, permite afirmar que D Obá II em seus textos exprime características da chamada dupla competência adquirida em situações diferentes e com objetivos distintos (GALVES, 2009:352) evidenciando, por um lado, a aprendizagem do vernáculo popular e, por outro, a aprendizagem de uma sintaxe escrita convencional. Apoiando-se em características da escrita de Obá II, foram elencados neste trabalho fenômenos que põem em foco essa dupla competência linguística do sujeito histórico, com destaque   para casos de   concordância nominal. A justificativa para a elaboração da pesquisa é a escassa produção de trabalhos de cunho linguístico sobre a escrita de afrodescendentes no período em questão. Para a discussão dos resultados, a pesquisa retoma Labov [1964(2008)], para quem a significação social que é atribuída às variantes linguísticas   pode servir como indicador para medir formas de comportamento social, entre elas aspirações à ascensão social, mobilidade e insegurança social, mudanças na estratificação e segregação social. Alargando o escopo dessa afirmação para além das “variantes linguísticas” e tomando também   “os usos da linguagem escrita” como foco, considera-se que a produção textual desse sujeito histórico evidencia uma forma comportamento social profundamente voltado aos valores sociais relacionados à escrita, ao jornal e ao lugar que o sujeito histórico desejava ocupar: Príncipe do Reino de Obá. Considerando as discussões   em torno da apropriação da língua portuguesa escrita por descendentes de africanos no século XIX, esta pesquisa busca contribuir com os estudos sobre a história do português escrito desse período.