logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A constituição lexical como mecanismo enunciativo: proposta reflexiva para o ensino de língua materna (português)
Autor(es): Tarcilane Fernandes da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave Lxico, Ambiguidade, Ensino
Resumo

Nossa proposta é fundamentada no processo de constituição resultante da relação léxico, gramática e discurso. Fundamentamo-nos na Teoria das Operações enunciativas (TOE), de Antoine Culioli, que destaca o processo de construção de valor de uma unidade lexical, distanciando-se das abordagens tradicionais para as quais o léxico possui um estatuto pleno na língua. Assim, propomos um redimensionamento de conceitos como o processo de constituição lexical e a ambiguidade, temáticas que, quando abordadas na escola, não são apresentadas como processos importantes para o desenvolvimento cognitivo do aluno, prevalecendo, quase sempre no ensino, a visão de uma  língua estática, algo já dado e solidificado, processo do qual o aluno não é sujeito atuante e integrante. Essa visão da linguagem como fenômeno estático, provoca um efeito redutor no ensino por desconsiderar o papel das unidades gramaticais envolvidas no processo de produção da significação. Sabemos que o ensino apresenta como meta principal do processo de ensino-aprendizagem o desenvolvimento da competência discursiva do aluno, no entanto, este propósito nem sempre é alcançado; ainda temos, em vigor, um ensino que muitas vezes desconsidera a produção de significação de cada enunciação. Assim, propomos uma abordagem que visa estimular a reflexão do aluno sobre a atividade de linguagem, levando-o a entender a construção de sentidos. Nessa abordagem, o aluno é sujeito central do processo comunicativo, possuindo autonomia para o desenvolvimento de sua criatividade. Esse aspecto é, de acordo com Rezende, “muitas vezes esquecido em favorecimento dos aspectos formais de produção. Ignorando os processos mentais internos sempre em construção no indivíduo que tem aparente estabilidade” (REZENDE; WAMSER, 2013, p. 4). Trata-se, assim, de um enfoque dado à constituição lexical da linguagem de bastante relevância para o contexto educacional por permitir que o professor trace a evolução do aprendizado do aluno através de regulações norteadas pelo empírico, em que se propõe uma articulação com a linguagem e uma reflexão acerca dos processos constitutivos do léxico no ato enunciativo.