logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: SISTEMATIZAÇÃO DE UM REFERENCIAL TEÓRICO-METODOLÓGICO PARA A DESCRIÇÃO DAS UNIDADES LEXICAIS DO DISCURSO LITERÁRIO DE FANTASIA INFANTOJUVENIL
Autor(es): Raphael Marco Oliveira Carneiro. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Etnoterminologia, Literatura de Fantasia Infantojuvenil, Lingustica de Corpus
Resumo

Neste trabalho, apresentamos algumas considerações referentes à sistematização de um referencial teórico-metodológico com vistas à proposição de uma perspectiva analítico-descritiva para fins de análise e descrição da constituição funcional, pragmática, semântica e sintática das unidades lexicais que integram o discurso literário de fantasia infantojuvenil, conforme manifestado na série Harry Potter, de J. K. Rowling. O discurso literário de fantasia infantojuvenil e seus discursos-ocorrência utilizam, frequentemente, elementos provenientes do folclore, de lendas e mitos de uma cultura, com os quais estabelece diálogos intertextuais e interdiscursivos. Assim, entendemos que a série Harry Potter constitui um objeto de pesquisa legítimo em Etnoterminologia, subárea da Terminologia que se ocupa do estudo das unidades lexicais dos discursos das linguagens especiais com baixo grau de cientificidade e tecnicidade e dos discursos etnoliterários, compreendendo fábulas, folclore, lendas, literatura de cordel, literatura oral, literatura popular e mitos. Segundo a Etnoterminologia, as unidades lexicais que integram esses discursos têm como característica principal a multifuncionalidade, ou seja, elas subsumem as funções de vocábulo e termo, apresentam funções específicas quanto à designação e à referência, além de manterem uma rede de relações semânticas específicas intra-universo de discurso. No caso de Harry Potter o mundo ficcional no qual a série literária se constitui influencia a constituição semântico-conceptual de suas unidades lexicais, gerando termos ficcionais, isto é, unidades lexicais que designam elementos não pertencentes ao mundo experimentado fisicamente. Além disso, devido às suas relações intertextuais e interdiscursivas, exige-se que elas recebam um tratamento transdisciplinar. Nesse sentido, para compor nosso referencial teórico-metodológico buscamos articular os saberes produzidos pelos seguintes campos de estudo: Etnoterminologia, Linguística de Corpus, Literatura de Fantasia, Literatura Infantojuvenil Comparada, Sociolinguística, Teoria da Ficção, Teoria Semiótica do Texto, Terminologia Cultural e Terminologia Textual, para termos condições de tratarmos essas unidades lexicais adequadamente. Ao fazer uso da abordagem direcionada por corpus, compilamos um corpus monolíngue (inglês) composto pelas sete obras da série Harry Potter e outros três volumes que detalham aspectos do mundo ficcional criado por J. K. Rowling. Por meio do programa WordSmith Tools e de suas três ferramentas: Concord, Keywords e Wordlist, geramos as listas de palavras, palavras-chave e concordâncias para identificar e extrair os termos, bem como analisar suas ocorrências em suas ambiências textuais, a fim de se descrever o processo gerador do sentido tanto do texto como um todo, quanto das unidades lexicais que o integram.