logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Análise fraseológica em dicionário francês-português – amostragem das letras A e P
Autor(es): Maria Cristina Parreira da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Fraseologia, Expresses Idiomticas (EIs), Francs- Portugus brasileiro
Resumo

Entendendo a Fraseologia como um domínio da Lexicologia cujo objetivo é o estudo das unidades fraseológicas (UFs), ou seja, unidades compostas por mais de dois elementos, como as expressões idiomáticas (EIs), os provérbios, as gírias compostas, as colocações, as frases feitas e os ditados de uma língua, por exemplo, é de grande importância realizar uma análise dessas unidades nos dicionários bilíngues pedagógicos, dado que o conhecimento dessas estruturas é indispensável na aprendizagem de uma língua estrangeira, conforme apontam Zuluaga (1980), Corpas Pastor (1997), Xatara (1998), Ortiz Álvares (2000), Biderman (2005), Xatara e Parreira (2011). Um dicionário bilíngue (DB), sobretudo voltado para o ensino, deve conter regularmente elementos da fraseologia de um idioma, com tradução também fraseológica no idioma de chegada. Este trabalho decorre de um projeto realizado anteriormente, quando foi realizada a adaptação, tradução e revisão das entradas do DB francês-português europeu para o português brasileiro (PB) da obra monodirecional da editora K Dictionnaires sob a coordenação de Xatara e Parreira (FERNANDES, XATARA, 2011; MATTOS, 2012). O trabalho técnico resultou em um corpus que possibilitou o levantamento de todas as unidades lexicais compostas e complexas (ULCs) presentes nesse dicionário. Alves (2012) procedeu à coleta dessas ULCs e as reuniu em um arquivo .XLS, visando a realização futura de  uma análise mais profunda dessas UFs, que está em curso neste projeto de Iniciação Científica. Uma dificuldade que se denota nessa tarefa é o fato de que o léxico de uma língua é constituído por unidades heterogêneas e que os critérios teóricos de classificação não são bem delimitados e abrangentes o suficiente para a identificação dessas unidades de fronteiras tão imprecisas, como são os fraseologismos. O objetivo deste estudo é, por meio de leituras teóricas, estabelecer os critérios para a distinção e descrição dos tipos de UFs encontradas nesse corpus, visando especialmente um levantamento das EIs, considerando a definição de Xatara (1998), enquanto uma lexia complexa, indecomponível, conotativa e cristalizada. Esta pesquisa, qualitativa e hipotético-dedutiva, pretende realizar a verificação das EIs selecionadas, examinando sua contemplação e inserção nos dicionários comumente usados por alunos de língua francesa no Brasil (MICHAELIS, 2002 e LAROUSSE OUI, 2005), com a hipótese de que elas não recebem tratamento adequado, utilizando para isso, uma amostragem da análise das letras A e P, uma vez que o projeto se subdivide em duas partes - letras A-J e K-Z (apoio: PIBIC Reitoria – proc. 30159 e 30298).