logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A CIDADE EM MIM E EU NELA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES ANALÍTICAS SOBRE A PRESENÇA DAS MULHERES NO ESPAÇO URBANO
Autor(es): Valquiria Botega de Lima. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave mulheres, cidade, sries televisivas
Resumo

Neste trabalho, meu objetivo é analisar enunciados materialmente formulados por elementos linguísticos e por elementos visuais, buscando identificar marcas argumentativas que insistam no enlaçamento da mulher na cidade e da cidade na mulher. A Análise de Discurso francesa (AD) me fornece o suporte teórico-metodológico para a constituição do dispositivo teórico e do dispositivo analítico. No curso de minhas leituras das séries Aline, Antônia e Alice – respectivamente exibidas pela Rede Globo e pelo canal HBO – pude localizar uma regularidade de funcionamento de processo discursivo ao qual nomeei  “laço”, e que enlaça mulher e cidade (nesse caso, trata-se da cidade de São Paulo). O processo discursivo do laço tem como princípio enlaçar as mulheres e a cidade paulistana, especificamente dentro dos espaços centro e periferia. A partir de então, tenho tomado esse processo discursivo como uma base estruturante da textualidade das séries em seu conjunto, e, também, em termos metodológicos, esse mesmo processo me permite entrar no arquivo de pesquisa, ajustando meu olhar para estabelecer recortes produtivos para serem analisados. Sendo assim, inicialmente dediquei-me ao estudo de enunciados ditos pelas protagonistas, sobretudo àqueles que lexicalmente marcavam uma relação de posse/pertença com a cidade de São Paulo. O uso de adjetivos, verbos, pronomes pessoais e possessivos apontam para uma insistência de se firmar uma intimidade com a cidade. Atentei para o fato de que a descrição de si feita pelas mulheres ocorre paralelamente à descrição feita da cidade, da vida urbana. Embora a fala das protagonistas tenha sido o gancho de entrada analítica em meu arquivo, na presente reflexão me situo no desafio de estudar a construção da argumentação na relação entre o verbal e a imagem. A esse respeito, especificamente detenho-me nas nomeações e na sua relação com a imagem, pensando fundamentalmente o narrador enquanto elemento organizador da narrativa (dotado de ponto(s) de vista). Ainda nessa linha de raciocínio, empenho-me em identificar a posição sujeito que irrompe nas formulações, bem como a relação estabelecida com o funcionamento argumentativo e o mecanismo de antecipação, a fim de projetar um horizonte de sentidos sobre os modos das mulheres estarem na cidade. (Apoio: FAPESP - Processo nº 2013/14542-0).