logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Considerações a respeito do trabalho com os gêneros textuais na sala de aula: experiências de professores de português em formação continuada
Autor(es): Karin Adriane Henschel Pobbe Ramos. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Ensino de lngua materna, Gneros textuais, Formao continuada
Resumo

O objetivo deste trabalho é promover uma reflexão sobre os desdobramentos das atividades no âmbito do PROFLETRAS (Programa de Mestrado Profissional em Letras), com o desenvolvimento de pesquisa a respeito do texto como unidade de ensino. Aprovado pela CAPES e desenvolvido em parceria com universidades públicas, o PROFLETRAS constitui-se como um contexto  de  formação continuada de docentes que atuam na educação básica, no ensino de língua portuguesa. Com a participação no programa, esse aluno professor encontra espaço não apenas para rever, rediscutir e aprofundar seus conhecimentos teóricos, mas, especialmente, para compartilhar sua prática pedagógica ressignificando-a em sua própria vivência. Nesse contexto, a investigação aqui proposta, possibilita, ao mesmo tempo, a esse professor, agora também pesquisador, repensar e reelaborar sua prática, interferindo diretamente na realidade escolar, uma vez que se propõe a acompanhar e desenvolver um projeto de texto como unidade de ensino, com o objetivo de refletir a respeito das implicações teórico-metodológicas para o trabalho com o texto na sala de aula. Os pressupostos que sustentam tal investigação baseiam-se em estudos sobre gêneros textuais, em diferentes perspectivas (BAZERMAN, 2011; HANKS, 2008; GERALDI, 2014; ROJO, 2009; DIONÍSIO, 2011; MARCUSCHI, 2010). A metodologia que embasa o desenvolvimento do trabalho e as reflexões dele decorrentes é de base qualitativa crítica (CARSPECKEN, 2011). Até o momento, a investigação possibilita observar que, de acordo com os docentes, o trabalho com gêneros textuais em sala de aula constitui-se em alternativa eficaz para o ensino de português e para um processo de construção de saberes acerca da língua em uso. Isso indica que a ampliação da qualidade da educação oferecida está intimamente relacionada à formação de um aluno que domine os diferentes contextos de produção textual bem como compreenda as dimensões dos gêneros textuais como organizadores das práticas sociais institucionalizadas. Nesse sentido, o PROFLETRAS constitui-se, efetivamente, como um contexto profícuo para  a formação docente, repercutindo diretamente  na constituição identitária dos professores e  interferindo no modo como concebem a prática social do trabalho com o texto como unidade de ensino em língua portuguesa. (Apoio: CAPES - PROFLETRAS).