logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Do Outro ao Mesmo: Jô Soares entrevista Ataliba Castilho e Evanildo Bechara
Autor(es): KHAL RENS CNDIDO. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Discurso, Lngua Portuguesa, Conservadorismo
Resumo

Este trabalho é parte do projeto de pesquisa de ingresso no Programa de Pós Graduação em Letras da Universidade Federal de Uberlândia, no ano de 2015. Baseados nos pressupostos teóricos da Análise do Discurso francesa (AD), mais especificamente nos conceitos de competência interdiscursiva, simulacro, tradução e sistema de restrições semântica, desenvolvidos por Dominique Mainguenau em Gênese dos discursos (2008), buscamos apresentar trechos analisados de duas entrevistas dadas no Programa do Jô, respectivamente, pelo linguista Ataliba Castilho, e pelo gramático Evanildo Bechara. A temática de ambas as entrevistas se encontram na discussão sobre variação e normatividade linguística. A razão pela qual escolhemos essas entrevistas do Programa do Jô deve-se ao fato de esse ser um talk-show de grande tradição e representatividade, sendo apresentado na emissora de televisão com o maior índice de audiência nacional, segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE). Tais fatos podem ser indícios de credibilidade que essa rede de televisão e o programa em questão parecem possuir entre os telespectadores brasileiros e em mais de 115 países. Assim sendo, nosso trabalho consiste em analisar os filtros semânticos e se os sentidos que emergem das traduções feitas pelo sujeito entrevistador dos discursos dos entrevistados estariam ligadas a um posicionamento conservador que parece marcar a Rede Globo de Televisão ao longo do tempo, em questões políticas, como afirma o cientista social Fernando Antônio Azevedo (2001). Como afirma Mainguenau (2008, p. 21) “Cada um introduz o Outro em seu fechamento, traduzindo seus enunciados nas categorias do Mesmo e, assim, sua relação com esse Outro se dá sempre sob a forma do ‘simulacro’ que dele constroi.” Nessa comunicação, buscaremos demonstrar que nessa entrevista, parece ser recorrente a emersão de discursos  que restringem o conceito de língua a um uso, a saber, o que esteja em acordo com a suposta norma culta.