logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: DISCUTINDO UMA ESTRUTURA PARA SINTAGMAS PREPOSICIONADOS ADVERBIAIS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: EVIDÊNCIAS INTRA E INTERLINGUÍSTICAS
Autor(es): Harley Fabiano das Neves Toniette. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Sintagmas Preposicionados Adverbiais, Gramtica Gerativa, Portugus Brasileiro
Resumo

O trabalho aqui apresentado busca discutir e analisar a estrutura de sintagmas preposicionados adverbiais (doravante,  SPAdv's) no português brasileiro (doravante, PB), tomando por base o arcabouço teórico dos estudos de base gerativa em sua versão minimalista (Chomsky 1995). Especificamente, são analisados três tipos estruturais dentro do que se convenciona chamar SPAdv's no PB: (i) estruturas na qual aparecem preposições órfãs/encalhadas – ver (1); (ii) estruturas em que a preposição pode ser omitida/alternada nos SPAdv's sem que haja a alteração do sentido – ver (2); e (iii) estruturas  formadas por PP + PP e PP + DP, considerando possíveis modificadores internos a  elas  – ver (3).

(1)a. O João sempre gosta de falar contra.

    b. O João foi na festa e bebeu até.

    c. Pega logo a comida senão você vai ficar sem.

(2)a. Na semana passada João foi viajar.

    b. A semana passada João foi viajar.

    c. Semana passada João foi viajar.

(3)a. O barco encalhou na frente do ancoradouro

    b. O barco foi para bem longe do ancoradouro

    c. O barco foi até bem perto do ancoradouro

Diversos estudos discutem  a riqueza da arquitetura de sintagmas  preposicionados (doravante, SPrep's)  nas línguas naturais (Emonds, 1985; Larson, 1985; Van Riemsdijk, 1978, 1990; Svenonius, 2010; Den Dikken, 2010, Koopman, 2010; entre muitos outros). Estes estudos englobam análises da estrutura sintática dessas construções, passando muitas vezes por abordagens que se alicerçam nas interfaces entre sintaxe-semântica, e algumas vezes, sintaxe-semântica-pragmática. O trabalho aqui apresentado se debruça principalmente em discutir e analisar a natureza da estrutura sintática das construções envolvendo SPAdv's, tangenciando, em alguns momentos, aspectos semânticos relevantes para a análise dos SPAdv's.

As discussões e análises para a estrutura dos SPAdv's no PB desenvolvidas ao longo do trabalho tomam por base as propostas de Koopman (2010) e Den Dikken (2010), ambas analisando a estrutura de SPrep's  no holandês, e Svenonius (2010), que tece análises em torno das estruturas do inglês. Os resultados obtidos para essas línguas são contrastados com as análises desenvolvidas para o PB, buscando observar, entre outras coisas, como uma arquitetura estrutural para SPAdv's pode dar conta, ao mesmo tempo, de questões internas às línguas analisadas (holandês, inglês, e PB), e de uma visão universal do funcionamento de SPAdv's como um  SPrep.