logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: VERBO-VISUALIDADE EM QUADRINHOS: ANÁLISE DA PRODUÇÃO E RECEPÇÃO DAS TIRAS DE HUMOR DA MAFALDA NO CONTEXTO ESCOLAR
Autor(es): Jessica de Castro Goncalves. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Enunciado verbo-visual, Tira de humor, Escola
Resumo

Este trabalho propõe discutir a produção e a recepção das tiras de humor como enunciados verbo-visuais. Conhecidas pelo caráter humorístico, estas se compõem, como gênero, na relação entre o verbal e o visual e é no diálogo entre essas duas linguagens que se produzem as significações. Como enunciado, elas surgem em um determinado contexto sócio histórico e cultural e são lidas por sujeitos situados neste ou em outros contextos. Nesse estudo, se focaliza uma produção conhecida mundialmente: as tiras da Mafalda. Criadas nas décadas de 60 e 70, na argentina ditatorial, essas tiras apresentam a voz de uma criança que se coloca de maneira contestatória aos problemas mundiais daquele momento (guerras, ditaduras, degradações ambientais e conflitos sócio econômicos). No entanto, sua leitura não se restringe apenas a essa época, mas se estende até os dias atuais, estabelecendo diálogos inúmeros com os acontecimentos de outros tempos. Com vistas a pensar na produção e recepção dessas tiras, propõe-se, neste trabalho, a análise de algumas tiras da Mafalda em leitura no contexto escolar. Essa discussão parte de tiras da personagem com a temática mundo e de enunciados sobre elas, feitos por alunos do terceiro ano do ensino médio de uma instituição privada de ensino, no interior do estado de São Paulo, obtidos em um estudo de caso realizado como parte da pesquisa de mestrado da autora deste trabalho. Utiliza-se como fundamentação teórica os conceitos de gênero, enunciado, signo ideológico, cronotopo e sujeito, pensados pelo Círculo de Bakhtin/Medviedev/Voloschínov. A partir da concepção de enunciado situado e dialógico, é possível refletir sobre a constituição da tira de humor como verbo-visual. Além disso pode-se observar como o diálogo está presente não somente na constituição do gênero (na relação entre linguagem verbal e visual) como também na produção de novas significações na relação dialógica entre a produção e as diferentes recepções do gênero. (Apoio Capes)