logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A estruturação da fala em casos de afasia
Autor(es): Danilo Brando de Lima. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Neurolingustica, Afasia, Discurso
Resumo

A presente reflexão trata do estudo de casos de afasia de pacientes que integram o CCA, Centro de Convivência de Afásicos, da Unicamp, e objetiva apresentar diferentes situações em que sujeitos afásicos e não-afásicos trabalham com o outro e sobre o outro, com e sobre a linguagem, por meio de atividades que possibilitam que processos linguísticos sejam observados em diferentes ocasiões, afetados ou não pela afasia, durante sessões realizadas pelo grupo II do CCA, coordenado pela Profa. Dra. Maria Irma Hadler Coudry. Dados comentados nessa comunicação, mostram, especificamente, pontos relativos às suas dificuldades em produzir narrativas e descrições orais, analisadas à luz da Neurolinguística Discursiva, proposta por Coudry, em "Diário de Narciso" (1986). Neste estudo, sobretudo, investigam-se os recursos linguísticos de AM, CF e GF frente às classificações das afasias e aos problemas inerentes a elas. Por exemplo, embora consideradas as bases topológicas das afasias semântica, amnésica e outros fenômenos como anomia, os quais estão relacionados ao "esquecimento" de palavras e, consequentemente, a dificuldades na produção de relatos e nomeação de objetos, vê-se que afásicos que correspondem a esses tipos, ao contrário do que pondera a definição de tais conceitos, podem ainda produzir, em certas situações, discursos elaborados, visto que a afasia “afeta sistemas funcionais complexos que se rearranjam em condições sócio-históricas”. (COUDRY, 1986, p. 4). Esta pesquisa, portanto, busca entender como isso ocorre, e resultados do acompanhamentos longitudinais desses sujeitos exemplificam como se mostram seus trabalhos associativos e como se estruturam suas falas, que ora se apresentam melhor organizadas e até bastante fluentes, ora interrompidas pela afasia, o que pode ocorrer de diferentes formas e em diferentes momentos. A reflexão ainda incorpora ideias sobre a relação sujeito, linguagem e afasia desenvolvidas em obras como “Lingüística e comunicação”, (1969/2003), de Jakobson, "A construção da mente" (1992), de Luria, "Sobre a concepção das afasias" (1891/2003), de Freud, entre outros.