logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Inclusão de ilocuções em dicionários híbridos via corpora: pressupostos teóricos e procedimentos metodológicos de uma proposta
Autor(es): Renato Railo Ribeiro. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 26/02/2024
Palavra-chave Lexicografia, Atos de Fala, Lingustica de Corpus
Resumo

O objetivo da presente comunicação é expor os pressupostos teóricos e procedimentos metodológicos adotados em uma pesquisa de mestrado em andamento cuja proposta é sugerir modos de inserção, em dicionários híbridos italiano>português-brasileiro tais como o Parola Chiave (2012), de informações acerca da dimensão pragmático-ilocucionária de ambas as línguas, a partir do uso de corpora eletrônicos como meio de verificação e extração de determinados expedientes linguísticos convencionalmente utilizados para efetivar determinadas ilocuções. Neste sentido, a comunicação será dividida em três partes: (i) exposição de definições e conceitos adotados de Lexicografia (tais como propostos por Krieger (2008) e Höfling, Silva e Tosqui (2004)), Pragmática Linguística (tais como propostos por Bianchi (2008) e Sbisà (2009)) e Linguística de Corpus (tais como propostos por Berber-Sardinha (2000), (2003) e (2004) e Tagnin (2004) e (2013)), e explicação das razões de tais escolhas, de modo a justificar e a validar logicamente a possibilidade de interação entre as três áreas da ciência da linguagem em torno da proposta visada; (ii) exposição da teoria dos atos de fala tomada como paradigma de investigação (a saber, a de Austin (1962)), dos corpora eletrônicos tomados como fontes de investigação (a saber, Paisà e Corpus do Português) e de determinados procedimentos metodológicos estipulados para busca e extração de padrões de ilocuções em corpora eletrônicos (a saber, eleição de cinco verbos ilocucionários comissivos, utilização de suas formas na primeira pessoa do singular do presente do indicativo na voz ativa como sintaxe de busca nos corpora indicados, análise quantitativa e qualitativa de suas ocorrências), e explicação das razões de tais escolhas, de modo a demonstrá-las como logicamente decorrentes dos pressupostos teóricos adotados; (iii) exposição de alguns dos resultados obtidos a partir dos corpora e de algumas possibilidades vislumbradas até o momento de inclusão de tais informações em dicionários tais como o indicado, considerando-se a divisão tradicional destes em três partes: macroestrutura (que compreende os textos externos à nomenclatura), medioestrutura (refere-se ao sistema de remissivas) e microestrutura (nomenclatura propriamente dita). (Apoio: CAPES/ DS - 2012/2014).