logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Cine Escola: a arte do cinema para fora da tela
Autor(es): Sulen Fernades Ferreira, Evelise Pereira da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave Cinema, Linguagem, Cultura
Resumo

O presente trabalho constitui-se pelo relato das sessões de cinema, debates, interação na escola que ocorre mensalmente constituído pela comunidade escolar. O cinema proporciona um grande prazer conduzindo ao aprendizado de modo lúdico e trazendo contribuições para a formação cidadã. Tem-se por objetivo instigar o senso crítico e a imaginação de todos, através de debates e reflexões a cerca de assuntos sociais evidenciando a importância dos valores e das relações humanas, na atualidade.

O método utilizado para execução do projeto foi primeiramente o planejamento das atividades: a seleção dos filmes apresentados, assim como a avaliação dos mesmos para a obtenção da essência/importância desses a serem trabalhados na escola. Em um segundo momento houve a divulgação do evento para a comunidade escolar. Após ocorreu a realização da exposição dos filmes assim como do debate, interação, reflexão, ao término de cada sessão desenvolveu-se uma linha de raciocínio comum no meio escolar sobre o tema proposto chegando assim aos objetivos propostos do caráter pedagógico e formador de sujeitos cidadãos.

Numa perspectiva linguística, literária e cultural, sabe-se o quão necessário é trabalhar filmes nas escolas, segundo Orlandi (1996), a linguagem do cinema permite que haja entre os interlocutores uma relação entre eu e tu e o objeto se dando através de imposições, cedendo à multiplicidade de sentidos. Mas a linguagem é constitutivamente incompleta, para que haja essa transparência é preciso que se torne possível a projeção e o deslocamento de fora da tela para dentro do sujeito, ou seja, da tela para a vida.

 Os filmes podem ser vistos como uma ferramenta pedagógica para ensinar e ampliar a visão do seu espectador. O cinema e a reunião da comunidade escolar proporciona  conhecimentos diversificados por representar elementos socioculturais que talvez não pudessem ser acessados por algumas pessoas se não fosse pela arte do cinema. Segundo Rosália Duarte, professora do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação, da PUC-Rio, parece ser desse modo que determinadas experiências culturais, associadas à certa maneira de ver filmes, que acabam interagindo na produção de saberes, identidades, crenças e visão de mundo de um grande contingente de atores sociais. Esse é o maior interesse que o cinema tem para a educação, sua natureza pedagógica (DUARTE, 2002, p19).

Portanto, os objetivos adquiridos foram alcançados, já que além da interação entre a comunidade escolar houve a aquisição cultural através da linguagem cedendo à multiplicidade de sentidos.