logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: UMA PROPOSTA DE LEITURA DE BASE DISCURSIVA A PARTIR DE VÍDEOS DISPONIBILIZADOS NO SÍTIO ELETRÔNICO DA REVISTA VEJA: REPETIÇÕES E DESLOCAMENTOS DE SENTIDOS
Autor(es): Luciana C. Ferreira Dias Di Raimo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave proposta de leitura, anlise de discurso , vdeos
Resumo

Considerando a relevância de pensar as bases do ensino da leitura de língua materna, nesta comunicação, especificamente, discutiremos a respeito das diferentes concepções de leitura problematizadas por perspectivas tais como a estruturalista, a interacionista e a discursiva e suas implicações para o ensino e apresentaremos uma abordagem didática de leitura de cunho discursivo, tendo-se em vista a mobilização dos conceitos, a saber: condições de produção, intradiscurso e processos de constituição de sentidos (na relação com a memória), com base em um vídeo disponibilizado no sítio eletrônico da Revista Veja a respeito da cobertura da morte de Eduardo Campos. A proposta de leitura tem como objetivo apresentar possíveis encaminhamentos para o texto, tendo em vista a imbricação entre diferentes linguagens, bem como problematizar algumas questões pertinentes ao ensino da leitura de língua materna tais como a evidência dos sentidos, a contradição e a equivocidade. Na prática de leitura implementada, vale destacar que o vídeo nos permite problematizar alguns aspectos relevantes ao ensino, dentre os quais: (i) o efeito de evidência produzido pelo/no jornalismo eletrônico como modalidade na qual a informação é sintética, simplificada e atinge sujeitos-leitores em larga escala; (ii) o processo de textualização do vídeo não é constituído pelo movimento de imagens ou por um registro de uma série de ações reais que se produziram numa relação de anterioridade-posterioridade, mas sim a partir da combinação de cenas congeladas do velório que são justapostas umas às outras, organizando relações de contradições em torno do visível (cenas do velório) e do dito- neste caso a materialidade sonora que diz respeito à voz de um narrador e (ii) a contradição entre imagem e som, na medida em que nem sempre o que é narrado está em sintonia com o que é mostrado nas cenas. O título do vídeo “Multidão de pessoas se despede de Campos” nos permite pensar justamente como tal organização das cenas desloca a representação de coletivo, isto é, da população que compareceu ao velório para a de pessoas públicas ligadas à política.   E a partir deste mote, a política, o vídeo também transfere sentidos ligados à morte de Eduardo Campos (tragédia individual) para problematizar sobre as eleições presidenciais (questão nacional).