logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Conectores condicionais no seculo XVII
Autor(es): Amanda Gianini Brancalhone. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave conectores condicionais, funcionalismo, categorizao
Resumo

O objetivo principal deste projeto é investigar os padrões estruturais a partir dos quais os conectores de condição se formam e os tipos de restrições e correlações entre conceito e forma. Para tanto, consideram-se os conectores condicionais em dados do português do sec. XVII. Especificamente, verifica-se a complexidade morfossintática dos elementos e das construções que podem servir de input para formação dos conectores. Por exemplo, diversos estudos mostram que conectores adverbiais geralmente se gramaticalizam a partir de diferentes categorias sintáticas (verbos, substantivos, advérbios) e construções (cópula, estruturas relativas, estruturas de marcação de tópico). A preocupação aí é entender em que medida a forma dos conectores é determinada por padrões do tipo de língua, do tipo de relação circunstancial indicada e / ou pelo domínio conceitual base a partir do qual o conector se orgina. Este projeto segue uma orientação funcional-cognitivista, partindo dos pressupostos da Linguística Cognitiva de Lakoff; Johnson (1980), Lakoff (1987), Johnson (1987), Geeraerts (2005, 2008), Aarts (2004) e na Teoria da Gramaticalização, encontradas em Heine et al (1991), Hopper; Traugott (1993) e Bybee (1994). Uma vez que este trabalho propõe investigar os princípios gerais que subjazem ao desenvolvimento da categoria dos conectores condicionais, esta proposta deve considerar dados que possibilitem generalizações a partir de uma perspectiva diacrônica. Neste projeto, serão considerados dados do português do período moderno (séculos XVI e XVII), especificamente do século XVII. A amostragem que compõem o corpus dessa pesquisa será coletada no banco de dados Corpus do Português (FEREIRA, DAVIES, 2006). Trata-se de um banco de dados disponível na web (www.corpusdoportugues.org), formado por mais de 45 milhões de palavras em quase 57,000 textos, que contemplam as variedades do português brasileiro e europeu, nos registros oral e escrito, num período que vai dos séculos do XIV ao XX. Os textos que compõem o corpus estão divididos entre os tipos acadêmico, notícias, ficção e oral. A partir da coleta dos conectores condicionais, os dados serão analisados conforme cada um dos objetivos específicos descritos anteriormente, considerados então como parâmetros individuais de análise. Após a análise individual, os parâmetros serão então entrecruzados a fim de obter as correlações que possibilitem a construção de generalizações e a sistematização dos resultados. Os resultados desse projeto estão diretamente ligados aos objetivos do Projeto “As bases conceituais dos conectores adverbiais” ao qual se liga, possibilitando observar as restrições entre domínios conceituais, tipos estruturais e a relação circunstancial descrita e, em última instância.