logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Entoação e ensino de língua
Autor(es): MAIRA SUECO MAEGAVA CORDULA. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Ensino de lngua materna, Entoao, lngua portuguesa
Resumo

O presente trabalho tem por objetivo discutir o lugar da entoação no ensino de português como língua materna, considerando o papel deste elemento prosódico na construção de sentidos do texto oral. Apesar de o estudo da entoação, variação melódica da fala, ter sido objeto de investigação de estudiosos das áreas de filologia e linguística comparativa desde o século XIX e de linguistas, de forma mais consistente, a partir do século XX (LEHISTE, 1970), não há ainda um consenso sobre como melhor descrevê-la e analisá-la; porém, destaca-se que os primeiros modelos de análise fonológica da entoação foram desenvolvidos a partir de um interesse inicial de cunho didático, como Palmer (1922), O’Connor e Arnold (1961), Halliday (1970), Pike (1945). De acordo com a proposta da teoria sistêmico-funcional, os elementos constituintes dos padrões entoacionais informam sobre a construção de significados interpessoais, textuais, lógicos e experienciais na língua (HALLIDAY; GREAVES, 2008). Considerando o papel essencial da entoação na produção de sentidos no texto oral, é importante observar como esse elemento prosódico é abordado no ensino de língua portuguesa. Marcuschi (2005) ressalta a importância de se estudar sobre o lugar do estudo da fala na sala de aula de português como língua materna e, ao analisar materiais didáticos para o ensino de língua portuguesa, afirma que  “a inserção de reflexões e dados sobre a língua falada afigura-se penosa”. Nesse sentido, este trabalho busca  contribuir com a questão do ensino da fala na sala de aula de língua materna, no que concerne ao elemento prosódico da entoação, a partir de uma discussão sobre a presença desse tema em documentos oficiais, como os PCNs (BRASIL, 1988), em manuais didáticos e na literatura da área. A partir desse estudo, apresentam-se propostas sobre o ensino de características entoacionais do português na sala de aula, com vistas a aprimorar os usos, em diferentes registros, da língua portuguesa em sua modalidade oral.