logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: FRASEOLOGIA E DICIONÁRIOS ESCOLARES NO ENSINO DE PORTUGUÊS
Autor(es): Aderlande Pereira Ferraz. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Lxico, Fraseologia, Lexicografia pedaggica
Resumo

Considerando o desenvolvimento histórico da lexicografia no Brasil, vemos que a produção de dicionários escolares, além de recente, inicia-se muito tímida no tocante aos objetivos claramente pedagógicos. Na história da lexicografia brasileira, os dicionários gerais foram, aos poucos, se adaptando para o uso na escola. Essa adaptação era quase sempre por recorte, isto é, partia-se de uma matriz (um grande dicionário) já pronta, da qual se fazia um novo produto (um minidicionário) para o uso na escola. Em face disso, durante os últimos anos do século passado, permaneceu a forte impressão de que o tamanho (formato mini) é que caracterizava o dicionário escolar no Brasil. De outro lado,  em sala de aula de língua portuguesa, no âmbito dos ensinos Fundamental e Médio, o trabalho com unidades fraseológicas tem sido um imenso desafio tanto para quem ensina quanto para quem aprende. Em consideração a isso, observamos ainda que os livros didáticos de português, no Brasil, raramente exploram a fraseologia e, quando o fazem, apresentam um tratamento marginal, como demonstram Cunha (2011) e Santos (2013). Reconhecemos que as unidades fraseológicas, especialmente por suas características formais e semânticas, requerem maior atenção nos processos de sua aquisição e de seu uso. Por essa razão, o objetivo deste estudo é refletir sobre o tratamento que os dicionários escolares brasileiros têm dado às unidades fraseológicas, em consideração ao público estudantil. Dessas unidades, constituem objeto de análise neste estudo as expressões idiomáticas em manifestação no português brasileiro. Compostas pela junção de dois ou mais elementos lexicais, em cuja estruturação semântica o significado global é diferente da soma dos significados das partes componentes, as expressões idiomáticas são bastante comuns nos discursos orais como em alguns gêneros textuais escritos. Este trabalho também mostra como é possível alocar tais unidades fraseológicas em um repertório lexicográfico voltado para o ensino do português. A importância do tratamento lexicográfico das unidades fraseológicas é cada dia mais reconhecida e, no âmbito do ensino de língua portuguesa no Brasil, um dicionário assim especializado, com objetivos pedagógicos, é, inegavelmente, de grande necessidade.  Como referencial teórico, foram aproveitados ainda trabalhos importantes e anteriores, como os de Corpas Pastor (1996), no que concerne ao estudo das unidades fraseológicas; Penadés Martínez (2002, 2003), sobre o tratamento lexicográfico e pedagógico de unidades fraseológicas; e Ferraz (2008), no que diz respeito à analise do corpus.