logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: LEITURA E ESCOLA NA SOCIEDADE DE RISCO: UMA ANÁLISE DISCURSIVA DO PISA
Autor(es): Jos Simo da Silva Sobrinho. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave Leitura, PISA, Sociedade de Risco
Resumo

A reflexão sobre a leitura e a escrita na Escola foi um dos primeiros temas de que se ocupou a Análise de Discurso no Brasil. Os textos de Eni Orlandi sobre esses temas, reunidos em A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso (1983) e, posteriormente, em Discurso e leitura (1988), fundaram um modo de compreender o ensino da leitura e da escrita que desloca sentidos em relação à ideologia da informação dominante na abordagem desses temas. Seguindo na via aberta por esses trabalhos fundadores, considerando a materialidade da Escola, de seus saberes e práticas, buscamos compreender como a leitura é significada no PISA (Programme for International Student Assessment). Criado e coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), desde 2000 o PISA vem avaliando o desempenho escolar de estudantes. Em 2012, ano da última realização do exame, 510.000 estudantes, de 65 países, participaram da avaliação em Leitura. Em 2015, 70 países participarão da avaliação em Ciências. O interesse da OCDE é o desenvolvimento econômico, que, na perspectiva do Império, significa, fundamentalmente, a expansão do capital, o aumento das possibilidades de negócios e investimentos transpondo as fronteiras nacionais. Nas condições de produção do PISA, temos, então, uma organização internacional devotada à expansão do capital com interesse na Educação. As relações entre a Escola e os modos e meios de produção capitalistas já foram bastante estudadas por diferentes áreas da Ciência. Nossa hipótese de trabalho é de que essas relações entre a Educação e o capital mudaram nos últimos anos, com o desenvolvimento do Império e da Sociedade de Risco. Nessa configuração da sociedade capitalista, a Educação tornou-se um dos indicadores na classificação do risco econômico dos países. Como parte de um projeto mais abrangente sobre as atuais relações entre Educação e capital, neste trabalho analisamos discursivamente o significado de leitura nessas condições, tomando como material de análise documentos do PISA.