logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Ainda a Edição Crítica de Oração aos Moços de Rui Barbosa
Autor(es): Marcelo Mdolo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave filologia, manuscritos modernos, texto literrio
Resumo

“ORAÇÃO AOS MOÇOS” FOI UM DOS MAIS CÉLEBRES DISCURSOS DE RUI BARBOSA, ESCRITO ORIGINALMENTE PARA PARANINFAR OS FORMANDOS DA TURMA DE 1920, DA FACULDADE DE DIREITO DO LARGO DE SÃO FRANCISCO, EM SÃO PAULO. O JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO TRAZ A PÚBLICO UMA PRIMEIRA VERSÃO DESSE TEXTO EM  MARÇO DE 1921.  A PARTIR DESSA VERSÃO D´ O ESTADO SURGEM INÚMERAS EDIÇÕES VULGARIZADORAS DESSA “ORAÇÃO”; MAS SEM QUALQUER RESPALDO FILOLÓGICO. A EDIÇÃO TIDA COMO “DEFINITIVA” DESSA OBRA, REVISADA PELO AUTOR, SAIRIA AINDA EM 1921 PELA MENSARIO ACADEMICO DIONYSOS/ CASA EDITORA “O LIVRO”, FICANDO CONHECIDA COMO A EDIÇÃO “O LIVRO”. A EDIÇÃO QUE AGORA PROPOMOS BASEIA-SE FUNDAMENTALMENTE NA EDIÇÃO “O LIVRO” DE 1921, CONSIDERADA PELOS ESPECIALISTAS COMO A ÚLTIMA VONTADE DO AUTOR EM RELAÇÃO A ESSE TRABALHO. COM ESSE TEXTO-BASE  FORAM COTEJADAS, SOBRETUDO, SEIS OUTRAS EDIÇÕES, A SABER: A) ORAÇÃO AOS MOÇOS. EDIÇÃO FAC-SIMILAR DO MANUSCRITO QUE SE ENCONTRA NO ACERVO DA CASA DE RUI BARBOSA. BRASÍLIA, MEC, 1980; B) ORAÇÃO AOS MOÇOS. EDIÇÃO COMEMORATIVA DO CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DO GRANDE BRASILEIRO. FAC-SÍMILE DO TEXTO ORIGINAL, DATILOGRAFADO E CONTENDO EMENDAS DO PRÓPRIO PUNHO DO AUTOR. (REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO: SÃO PAULO, 1949A); C) ORAÇÃO AOS MOÇOS. ESTABELECIMENTO DO TEXTO, PREFÁCIO E BREVES NOTAS EXPLICATIVAS POR CARLOS HENRIQUE DA ROCHA LIMA. (RIO DE JANEIRO: CASA DE RUI BARBOSA, 1949B); D) ORAÇÃO AOS MOÇOS. ESTABELECIMENTO DO TEXTO E NOTAS DE ADRIANO DA GAMA KURY. PREFÁCIO DE EDGARD BATISTA PEREIRA. (RIO DE JANEIRO: CASA DE RUI BARBOSA, 1956); E) ORAÇÃO AOS MOÇOS. EDIÇÃO POPULAR ANOTADA POR ADRIANO DA GAMA KURY. 5 ED, (RIO DE JANEIRO: CASA DE RUI BARBOSA, 1999) E F) ORAÇÃO AOS MOÇOS. SITE < HTTP://WWW.CULTURABRASIL.PRO.BR/AOSMOCOS.HTM>. O COTEJO DESSAS SEIS EDIÇÕES PERMITIU ANTEVER INÚMERAS GRALHAS E DISPARIDADES QUE VILIPENDIAM O TEXTO, ALTERANDO SUA MORFOLOGIA, SINTAXE  E LÉXICO. DADAS AS VÁRIAS INCONGRUÊNCIAS FILOLÓGICAS E LINGUÍSTICAS DAS EDIÇÕES ANALISADAS, QUE APRESENTAREMOS E PROBLEMATIZAREMOS RESUMIDAMENTE NO DECORRER DESSA EXPOSIÇÃO, NASCEU A PROPOSTA DE UMA NOVA EDIÇÃO CRÍTICA DESSE LIVRO. OPTANDO PELA ELABORAÇÃO DE UMA EDIÇÃO (NEO)LACHAMANIANA, PRETENDEMOS EXPLORAR AS ETAPAS TRADICIONAIS DESSE MODELO DE EDIÇÃO CRÍTICA.  TRABALHOS COMO O NOSSO APONTAM, AINDA QUE MODESTAMENTE, PARA A NECESSIDADE DE SE FAZEREM BOAS EDIÇÕES DE OBRAS LITERÁRIAS BRASILEIRAS, SEJA PARA O ESTUDO LINGUÍSTICO SEJA PARA O LITERÁRIO.  EM SUMA, ESSA EXPOSIÇÃO DEBATERÁ AS DIFICULDADES ENCONTRADAS E RESOLUÇÕES TOMADAS PARA O PROJETO DE UMA NOVA EDIÇÃO CRÍTICA DA “ORAÇÃO AOS MOÇOS”.